domingo, 10 de julho de 2011

O ARCO-ÍRIS

A vida é um arco-íris maravilhoso... e lembre que se tu sempre desejas ver um arco-íris...
Tens que tolerar a chuva.

Não esqueças... Não há maior arco-íris em nossas vidas que aquele que vem aos nossos corações depois da chuva.

Desfrute do seu amor e compartilhe, com os outros.
Assim terás um arco-íris em teu coração.



Mensagem para amigos, reflexão:

Aprendi....que ninguém



é perfeito enquanto não se apaixona.


Aprendi....que a vida é dura


mas eu sou mais que ela!!


Aprendi que...as oportunidades nunca se perdem


aquelas que desperdiças... alguém as aproveita


Aprendi que... quando te importas com rancores e amarguras a felicidade vai para outra parte.


Aprendi que... devemos sempre dar palavras boas... porque amanhã nunca se sabe


as que temos que ouvir.


Aprendi que...um sorriso é uma maneira econômica de melhorar teu aspecto.


Aprendi que... não posso escolher como me sinto... mas posso sempre fazer alguma coisa.


Aprendi que...quando o teu filho recém-nascido


segura o teu dedo na sua mão tenta prendê-lo para toda a vida


Aprendi que...todos, todos querem viver no topo da montanha... mas toda a felicidade está durante a subida.


Aprendi que... temos que aproveitar da viagem


e não apenas pensar na chegada.


Aprendi que...o melhor é dar conselhos só em duas circunstâncias... quando são pedidos e


quando deles depende a vida.


Aprendi que...quanto menos tempo se desperdiça...


mais coisas posso fazer.





segunda-feira, 27 de junho de 2011

V I D A !!!!!!!!!!!!!!!!!!1

Charles Chaplin
"VIDA"



“Já perdoei erros quase imperdoáveis,


tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis”.


Já fiz coisas por impulso,


Já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar,


mas também decepcionei alguém.


Já abracei pra proteger,


Já dei risada quando não podia,


Já fiz amigos eternos,


Já amei e fui amado, mas também já fui rejeitado,


Já fui amado e não soube amar.


Já gritei e pulei de tanta felicidade,


Já vivi de amor e fiz juras eternas, mas "quebrei a cara" muitas vezes!


Já chorei ouvindo música e vendo fotos,


Já liguei só pra escutar uma voz,


Já me apaixonei por um sorriso,


Já pensei que fosse morrer de tanta saudade e...


...tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo)!


Mas sobrevivi!


E ainda vivo!


Não passo pela vida...


e você também não deveria passar. VIVA!!!


Bom mesmo é ir a luta com determinação,


Abraçar a vida e viver com paixão,


Perder com classe e vencer com ousadia,


Porque o mundo pertence a quem se atreve


E A VIDA É MUITO para ser insignificante"




Marcadores: Charles Chaplin

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.
Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.
Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?
Charles Chaplin

Durante a nossa vida:

Conhecemos pessoas que vem e que ficam,

Outras que, vem e passam.

Existem aquelas que,

Vem, ficam e depois de algum tempo se vão.

Mas existem aquelas que vem e se vão com uma enorme vontade de ficar...



O Caminho da Vida
O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos.
A cobiça envenou a alma dos homens... levantou no mundo as muralhas do ódios... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e morticínios.
Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria.
Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco.
Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.
(O Último discurso, do filme O Grande Ditador)
Charles Chaplin

A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.

Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?

Charles Chaplin

GUARDE ESTA RECEITA MARAVILHOSA


GUARDE ESTA RECEITA MARAVILHOSA!

Dona "Maria " é uma senhora de 92 anos, miúda,
e tão elegante, que todo dia às 08 da manhã ela já está toda vestida, bem
penteada e discretamente maquiada, apesar de sua pouca visão.
E hoje ela se mudou para uma casa de repouso: o marido, com quem ela viveu
70 anos, morreu recentemente, e não havia outra solução.
Depois de esperar pacientemente por duas horas na sala de visitas, ela
ainda deu um lindo sorriso quando a atendente veio dizer que seu quarto
estava pronto. Enquanto ela manobrava o andador em direção ao elevador, dei
uma descrição do seu minúsculo quartinho, inclusive das cortinas floridas
que enfeitavam a janela.
Ela me interrompeu com o entusiasmo de uma garotinha que acabou de ganhar
um filhote de cachorrinho.- Ah, eu adoro essas cortinas...
- Dona "Maria Jiló", a senhora ainda nem viu seu quarto... Espera um pouco...
- Isto não tem nada a ver, ela respondeu, *felicidade é algo que você decide
por princípio. Se eu vou gostar ou não do meu quarto, não depende de como
a mobília vai estar arrumada... Vai depender de como eu preparo minha
expectativa. * *
E eu já decidi que vou adorar. É uma decisão que tomo todo dia quando
acordo. *
Sabe, eu posso passar o dia inteiro na cama, contando as dificuldades que
tenho em certas partes do meu corpo que não funcionam bem..
Ou posso levantar da cama agradecendo pelas outras partes que ainda me
obedecem.
- Simples assim?
- Nem tanto; isto é para quem tem autocontrole e todos podem aprender, e
exigiu de mim um certo 'treino' pelos anos afora, mas é bom saber que ainda
posso dirigir meus pensamentos e escolher, em conseqüência, os sentimentos.
Calmamente ela continuou:*
- Cada dia é um presente, e enquanto meus olhos se abrirem, vou focalizar
o novo dia, mas também as lembranças alegres que eu guardei para esta
época da vida. A velhice é como uma conta bancária: você só retira aquilo
que guardou. Então, meu conselho para você é depositar um monte de alegrias
e felicidade na sua Conta de Lembranças. E, aliás, obrigada por este seu
depósito no meu Banco de lembranças. Como você vê, eu ainda continuo
depositando e acredito que, por mais complexa que seja a vida, sábio é
quem a simplifica.**
Depois me pediu para anotar:
COMO MANTER-SE JOVEM
1. Deixe fora os números que não são essenciais. Isto inclui a idade,o peso
e a altura.
Deixe que os médicos se preocupem com isso.
2. Mantenha só os amigos divertidos. Os depressivos puxam para baixo.
(Lembre-se disto se for um desses depressivos!)
3. Aprenda sempre:
Aprenda mais sobre computadores, artes, jardinagem, o que quer que seja.
Não deixe que o cérebro se torne preguiçoso.
'Uma mente preguiçosa é a oficina do Alemão.' E o nome do Alemão é
Alzheimer!
4. Aprecie mais as pequenas coisas - Aprecie mais.
5. Ria muitas vezes, durante muito tempo e alto. Ria até lhe faltar o ar.

video

sábado, 11 de junho de 2011

REFLEXÃO

"Sorria um para o outro, sorria para a sua esposa, sorria para o seu marido, sorria para o seus filhos, sorria um para o outro - não importa quem seja - e isso ajudará a crescer um amor de um pelo outro."
Madre Teresa de Calcutá


segunda-feira, 9 de maio de 2011

UM POUCO MUITO DE MIM

A decisão





Charles Chaplin não foi somente um grande comediante, criativo, que nos legou peças raras do cinema.

Soube legar mensagens de piedade, de compaixão, mesmo numa época em que o cinema ainda era mudo.

Servindo-se da possibilidade que detinha, criou o personagem "Carlitos", doce, ingênuo e trapalhão, tudo ao mesmo tempo.

Contudo, com um detalhe indiscutível: uma imensa capacidade de amar.

Sabendo tecer críticas sem se tornar agressivo, Charles Chaplin legou ao mundo um acervo considerável de peças cinematográficas, até hoje vistas e revistas.

Mas, não somente fez cinema. Como ser humano, desde cedo, sofreu muito, vivenciando na infância a dor da orfandade paterna e a doença mental de sua mãe.

Triunfando, apesar de todas as adversidades, ele escreveu belas páginas, e uma delas fala exatamente em como superar os obstáculos da vida. Chama-se: a decisão, e diz assim:

"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer, antes que o relógio marque meia-noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje."

Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição.

Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.

Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo.

Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria, ou posso ser grato por ter nascido.

Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho.

Posso sentir tédio com as tarefas da casa ou agradecer a Deus por ter um teto para morar.

Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.

Se as coisas não saíram como planejei, posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar.

O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser.

E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende de mim.

***

Você já parou para pensar em como pode decidir pela sua felicidade ou infelicidade, a cada dia?

Já se deu conta de que tudo depende da forma como você encara o que acontece?

Há tantos momentos na sua vida, que você desperdiça, e passa na inutilidade ou na reclamação.

Momentos que podem se transformar em aflições ou em alegrias.

Num momento você pode resolver vencer ou se entregar à derrota; libertar-se das velhas fórmulas de queixas ou prosseguir acabrunhado e triste.

Lembre-se: a cada segundo você pode decidir o momento seguinte. Por isso, resolva-se pela escolha da melhor parte, porque este é o seu momento de decisão.
Autor:
Equipe de Redação do Momento Espírita, a partir de mensagem de autoria atribuída a Charles Chaplin, denominada "A decisão" e do livro Momentos de decisão, de Divaldo Franco, ed. LEAL.